Madames, Amélias e Mamães…

Trabalhar a autoestima e o limite das crianças é algo muito importante!!! Uma criança sem limites tende a crescer achando que pode fazer tudo o que, quando e onde quiser; torna-se um adulto inconsequente, egoísta e irresponsável, que não sabe conviver respeitosa e harmoniosamente em sociedade!

Já a criança com baixíssima autoestima, tende a ser alguém com sérias dificuldade em expressar seus sentimentos, criar vínculos, manter relacionamentos e alcançar seus objetivos de vida. Cresce achando que não é amada, que não tem capacidade, que não é merecedora de vencer! Pode tornar-se uma pessoa depressiva, insegura e/ou, até mesmo, desenvolver alguma psicopatia!

Por outro lado, a criança com altíssima autoestima acha que é dona do mundo! Tendem a ser adultos soberbos e ambiciosos, passam por cima de qualquer pessoa para chegar onde querem, seus relacionamentos são superficiais e não sabem lidar com perdas, aliás reagem de forma desastrosa (por vezes perigosa) a elas.

Resumindo: a forma como você educa e cria seu filho determinará que tipo de pessoa ele será, o que interfere diretamente no impacto que ele exercerá na vida das pessoas ao seu redor e na sociedade de modo geral!

Formar o caráter de um filho para ser uma pessoa de princípios, amável, honesta, com noção de certo e errado e que faz a diferença de maneira positiva na vida das pessoas ao seu redor é missão dificílima! Envolve muitas questões, sendo que muitas fogem ao nosso controle… mas com doses diárias de amor, disciplina, respeito e diálogo é possível, sim, formar uma pessoa de bem para o amanhã!

Para ajudar nessa difícil – mas possível – missão, segue uma lista de coisas que seu filho precisa ouvir sempre:

.

1 – Filho(a), eu amo você!

2 – Parabéns, filho(a)! Você fez a coisa certa!!!

3 – Me perdoe, filho(a)! Eu errei com você!

4 – Filho(a), eu perdoo você!!!

5 – Isto é sua responsabilidade, é você quem precisa fazer (ou cuidar, arrumar, limpar, guardar, etc.)!

6 – Pode falar, filho(a)! Estou prestando atenção!!!

7 – E agora, como você pretende consertar o que fez?

8 – Filho(a), não foi dessa vez… Você gostaria de tentar novamente?

9 – Filho(a), não faça a outra pessoa aquilo que você não gostaria que fizessem a você ou a alguém que você ama!!!

10 – Suas ações geram consequências e você precisa lidar assumi-las!

11 – Conte sempre comigo! Confie sempre em mim!

12 – Sou muito feliz por ser seu pai/sua mãe!!!!

.

Pode parecer clichê ou besteira, mas esses dizeres – quando acompanhados de sinceridade e amor – fazem toda a diferença na vida de um ser humano em formação!!!

Outra forma maravilhosa de educar e criar filhos é pelo exemplo. O que você diz precisa ser coerente com aquilo que você faz… seu filho reproduz o que vê!!! Lembrando que pais erram. Se você errou ou errar no futuro, não se martirize. Conserte-se com seu filho, peça perdão e mude de atitude.

Com amor, Fabi!

MATERNIDADE - FILHOS - FABIANA FURLAN - @MAESDEPOISDOS30 - BLOG MADAME AMÉLIA