Queridas Madames Amélias…

Mais uma segunda-feira começando e hoje vamos falar de um assunto que está em alta: COMIDA DE VERDADE!

“Nutri, mas por acaso estamos comendo comida de mentira?”

Muitos anos se passaram desde a industrialização dos alimentos e, sim, tivemos muitos avanços! Há muitas coisas bacanas a nosso favor, mas no quesito saúde temos perdido consideravelmente.

A indústria entrou com tanta força no nosso cotidiano que um dia olhando em meu carrinho de supermercado comecei a perceber quanta saúde perdemos no simples fato de nos alimentar!

Há quem conteste, quem ache que isso é loucura ou bitolação, mas você já pararam pra olhar ao redor? As pessoas estão cada vez mais doentes… novos tipos e casos de câncer, alto índice de diabetes, depressão, AVC, doenças autoimunes e tantos outros males, que assolam cada vez mais pessoas.

Isso não é por acaso! Temos dado pouca atenção ao que compramos. Deixamos de ter critério nas escolhas, pensamos apenas no sabor, nas calorias e qualidade da marca em vez de pensarmos na qualidade nutricional dos alimentos.

Estamos trocando Alimentos por Produtos Alimentícios, que são coisas completamente diferentes!

Alimento é o que serve para nutrir e vem da natureza, sendo assim temos: frutas, vegetais, carnes, ovos, tubérculos, leguminosas, grãos… enfim, a denominada COMIDA DE VERDADE!

Já o que tem enchido nossos armários e geladeiras são os Produtos Alimentícios, como podemos observar nas fotos abaixo:

 

Produtos Alimentícios - comida industrializada - Madame Amélia

Produtos Alimentícios - comida industrializada - Madame Amélia.jpg 2

Segundo a ANVISA, Produto Alimentício é todo alimento derivado de matéria-prima alimentar ou de alimento in natura, ou não; e/ou de outras substâncias permitidas, obtidas por processo tecnológico adequado.

Nessa lista estão produtos como: iogurtes, manteigas e margarinas, gordura vegetal, farinha de trigo, bolachas, refrigerantes, sucos artificiais, óleos vegetais (soja, girassol e canola) molhos e temperos prontos, mortadela, salame, presunto, salsicha, Nuggets, batata palito congelada… e tudo o que a indústria for capaz de inventar.

A lista é interminável e, via de regra, saborosa, prática e agradável aos olhos!!!

“Será que faz mal?”

Não faria, se o consumo fosse esporádico. O problema está no consumo diário e exagerado, pois devido à praticidade da industrialização estamos constantemente ingerindo muito açúcar e muito sal, sem contar o número de conservantes, corantes, aromatizantes e acidulantes artificiais empregados nesses produtos.

Acreditem, isso causa muito dano para a saúde!

Mas, fica a dúvida, “Nutri, tudo o que é industrializado faz mal?”.

Calma, meninas! Existem produtos industrializados de qualidade… mas precisamos saber ler os rótulos e lembre-se de comer aquilo que sua avó reconheceria como comida de verdade!

.

Como Ler os rótulos?

ler rótulo dos alimentos - Madame Amélia

Muito melhor do que olhar as calorias ou quantidade de gordura dos Produtos Alimentícios, é ler os ingredientes que eles possuem. A Agencia Nacional de Vigilância Sanitária, através de regulamento técnico, define a listagem dos ingredientes de forma decrescente (da maior quantidade para a menor).

Sendo assim, os 3 primeiros ingredientes valem muito. Se a listagem começar com açúcar, por exemplo, ou vier logo em segundo ou terceiro lugar, o Produto Alimentício é ruim.

A quantidade de ingredientes também deve ser observada com atenção! Se a listagem for repleta de corantes, edulcorantes e aromatizantes artificiais… fuja, pois quanto menos ingredientes na listagem, melhor para consumo!

.

E pra finalizar, dicas práticas para ajudá-las na rotina diária:

1 – Aumente a ingestão de comida de verdade. Vá à feira!

2 – Varie sua alimentação.

3 – Diminua o máximo que conseguir a ingestão de produtos alimentícios.

4 – Fuja de alimentos enriquecidos com vitaminas e minerais.

5 – Faça bolo em casa! Bolo da vovó… cenoura, fubá, laranja e chocolate.

6 – Faça sucos, fuja de refrigerantes e bebidas industrializadas.

8 – Tire um dia da semana para programar a lancheira das crianças.

7- Invista um dia da semana programando sua alimentação!

E então, tem algum produto alimentício que vocês pretendem diminuir ou deixar o consumo?

Me contem…

Com carinho, Nutri.

Letícia Nutri Madame Amélia