Querido povo meu, povo brasileiro…

É evidente que a classe política do Brasil precisa – em caráter de urgência – ser renovada! O mundo assistiu à condenação em segunda instância de Luiz Inácio Lula da Silva, que presidiu o Brasil por 8 anos, acusado de crimes cometidos durante o mandato. O tribunal, unânime para os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, manteve a condenação e ainda aumentou a pena para pouco mais de 12 anos.

Mas a verdade é que essa “caça aos corruptos” só vai ter o meu aplauso quando, de fato, não tivermos um presidente como o Temer – que se livrou da investigação duas vezes, escondido atrás de um Congresso vendido.

Quando não tivermos um corpo de ministros em que praticamente 1/3 são investigados por corrupção.

Ou quando o Congresso não for ocupado por gente que malemá sabe o real papel de um deputado ou senador, mas que se lançou na vida política para desfrutar de vantagens às custas do povo!

Um passo foi dado. A condenação de Lula é um marco na história brasileira, aliás, na história mundial. Todavia, não é a condenação de um ex-presidente que me faz vibrar. O que me enche os olhos é a expectativa de ver o povo engajado na transformação do Brasil, começando dentro de si mesmas.

Os corruptos não estão só na Esquerda ou na Direita, PT ou PSDB. A corrupção está no ser humano. Cabe a cada um de nós lutarmos contra essa natureza. Mas no Brasil, corrupção tornou-se uma cultura, coisa normal da nossa gente.

Os políticos que temos são reflexo do famoso jeitinho brasileiro; do voto vendido; do troco a mais que não devolvido; do imposto não declarado; da skygato e da mentira branca de todo dia! (e tantas cositas mas)

Sem contar a droga do sistema, repleto de brechas que facilitam a chegada dessa cambada ao poder através de recursos incoerentes, mas norteados de legalidade. No entanto, mudar o sistema sem a transformação de quem o opera, não tem valia.

Não é só aprender a votar e cobrar do candidato eleito. É aprender que corrupção tem que ser um acidente, não uma cultura. Exceção, não a regra. E tem que ser assim à partir das pequenas coisas. Precisamos transformar o Brasil. Mas, antes, precisamos de transformação individual.

Eu sei que a corrupção vai sempre existir em razão da nossa humanidade… mas se tantos países conseguem fazer da corrupção uma raridade, porque é que no Brasil reina a corrupção e governa a tal da impunidade?! Tem algo errado com a gente. Tem algo errado com o Brasil.

Mude para mudar o Brasil!!!! Seja aquela pessoa criticada por ser honesta demais, certinha demais. Não estou falando de legalismo, mas de fazer diferente. Fazer a diferença. No começo, vão lhe criticar. Depois, começarão a lhe imitar.

Não é fácil! Você não se tornará uma pessoa perfeita. Mas quanto menos corrupto você for, mais perto chegamos de uma verdadeira transformação… a transformação do Brasil!!!

.

“Os pecados de uma nação fazem os governantes mudarem com frequência, mas a ordem se mantém quando o governante é sábio e sensato.” (Provérbios 28:2)

.

“O governante sem discernimento aumenta as opressões, mas os que odeiam a corrupção prolongarão o seu governo.” (Provérbios 28:16)

.

Com respeito, da brasileira, Katy Gutterres!