Madames Améliasss, hoje é o Dia do Beijooo!!!! Uau… um dia oficial pra beijar muitooo!!!! Mas, e nos demais dias? Vocês estão beijando muito???

Hoje, no supermercado, meu marido me abraçou e me deu um beijo… passou por nós um senhor, na faixa dos 50 anos, e disse em tom humorado “quero só ver depois de casar, hein?!”

Meu marido explicou que somos casados há 3 anos. Ele sorriu e disse “aí, sim!”, comentou que está casado há 32 anos e a partir daí papeamos um pouco mais…

O que me chamou a atenção no comentário desse senhor (que esquecemos de perguntar o nome… #ops) é que ao nos ver abraçados e nos beijando ele achou que fôssemos namorados. E, assim como ele, muita gente quando vê um casal apaixonado, expressando carinho em público, assimila a cena ao namoro e não ao casamento!

Uai, mas “casal casado” não fica de mãos dadas? Não anda abraçado? Não troca beijos e carinhos? Não expressa amor e admiração em particular e em público?

A resposta parece óbvia, né?! Sim, sim, siiiim!!!! Mas, para muitos, a realidade é não, não e não.

Com o passar dos anos, boa parte dos casais acabam deixando pra lá as expressões de carinho, desejo e admiração pelo cônjuge, seja em público ou em particular. Esse esfriamento se dá pelos mais diversos motivos… preguiça, correria, desinteresse, comodismo, feridas não tratadas e, em muitos casos, devido a um relacionamento extraconjugal.

Fato é que beijar, abraçar, dar as mãos, tocar e acariciar o cônjuge são hábitos que, quando ausentes no casamento, demonstram que algo não vai bem. Aliás, quando ambos começam a achar normal e deixam de sentir falta, é sinal de que o casamento está morrendo, ainda que aos poucos!

Quando o casal está bem e feliz, beijar é espontâneo, sincero e recíproco. Abraçar, acariciar, tocar, das as mãos também! Aliás, o beijo é o “termômetro” da relação amorosa. Então, se tem beijo, é claro que o resto está presente também! Se não tem beijo, as demais demonstrações somem aos poucos!

Ah, o beijo! O beijo provoca reações no corpo inteirooo!!!! É pelo beijo que sentimos a tão famosa “química”, é o beijo que faz “as borboletas dançarem no estômago”, é com o beijo que a paixão acende e o desejo sexual se intensifica!

Então, minhas queridas, se você e seu marido perderam o prazer no beijo, tratem logo de retomarem a prática do beijo no cotidiano… e, não, não estou falando do “selinho” automático na hora das chegadas, partidas ou boa noite. Estou me referindo aos beijos de verdadeee!!! Beijo com vontade, beijo com abraço, beijo com cafuné, beijo de língua… igual aos tempos de namoro e lua-de-mel!

Beije no carro, no elevador, no shopping, no cinema, na porta do trabalho, na sala, na cozinha, na varanda, no banheiro, no porão, na dispensa… pelamordeDeus, não deixem de beijar os vossos maridos (e maridos que estejam lendo isso, beijem suas esposas)!!!! Claro, em público, beijemos com bom senso… mas não deixemos de beijarrrr!!!!!

Se preciso for, conversem abertamente sobre o distanciamento entre vocês! Identifiquem o que está causando isso, consertem juntos e retomem o hábito dos beijos e demais delícias da vida a dois!!!

Beijar aproxima o casal, esquenta o coração e alegra a alma! O beijo mantém acesa a chama dos primeiros dias de namoro…  e ainda que os corpos envelheçam, os filhos nasçam, os problemas surjam e a correria aumente, enquanto houver beijo – apaixonado, de verdade – a chama estará acesa!

Desejo que seu casamento seja repleto de beijos, abraços, mãos dadas, toques, carinhos e sexo gostoso!!! Desejo que a chama do amor, da paixão e da admiração se apague apenas com a morte, na velhice, após décadas de romance!!!! #queassimseja #amém

Feliz dia do beijo, hoje e sempre! Beijem muitooo!!!!!

Beijão da Katy!

Blog Madame Amélia _ Katiúscia Farias Gutterres