Olá, Madames Amélias que amam praia!!!

O Diário de Férias de hoje é sobre JIJOCA DE JERICOACOARA, pequeno e famoso município do estado do Ceará. A cidadezinha, em si, não é atraente para o turismo. Ao chegar, nos deparamos com casas simples, um povo pobre e um comércio bastante limitado… ainda assim, o sorriso no rosto da criançada de pés descalços na rua sem asfalto era radiante.

Talvez o motivo de tamanha felicidade seja o fato delas terem um dos quintais mais lindos do mundo: as famosas lagoas de Jijoca e as lindas praias da Vila de Jericoacoara, cujo acesso seguro só é possível com veículos de tração 4×4.

Há quem arrisque chegar à vila com veículo 4×2, mas o risco de precisar de um mecânico no meio do caminho é grande! Como somos ajuizados, contratamos o serviço de transfer da empresa Big Brother, que nos levou numa Hillux 4×4 e guardou nosso carro num pátio fechado. Essa brincadeira nos custou R$ 300,00!

Chegamos em Jijoca dia 15/12 no final da tarde. Como não havíamos feito pré-reserva, demoramos cerca de uma hora e meia para encontrar hospedagem que aceitasse animais de estimação!

Ficamos na bem localizada Pousada Beleleus, lugar muito simples, porém extremamente limpo e que aceitou nosso cãozinho. A diária saiu por R$ 150,00.

Devidamente hospedados, corremos para a praia a fim de contemplarmos o famoso por do sol. Em Jericoacoara, o sol se põe no mar! Dizem ser a coisa mais lindaaa, mas infelizmente, as nuvens e o tempo nublado atrapalharam o espetáculo, que é assistido do alto de uma duna.

À noite, jantamos no charmoso restaurante Na Casa Dela, cuja comida é deliciosa e a decoração é encantadora!

Dia 16/12 tiramos o dia para curtir a Praia de Jericoacoara, em frente à vila… ainda bem que acordamos cedo, pois perto da hora do almoço a maré baixou a ponto da faixa de areia se estender por quase 1 km e o mar ficar láaaa lonjão! rs

Após 15 minutos de caminhada, curtimos também uma praia mais deserta, com ondas bravas e vento cantante! Desconfio ser a Praia Malhada, mas não vi placa alguma.

Final da tarde, tentamos o por do sol outra vez. Depois, batemos perna pelas lojinhas da vila e jantamos no restaurante Dona Amélia. A comida é saborosa e o atendimento é 10! Lá sempre rola um forró ao vivo, sucesso entre os turistas.

Ah, não deixem de ir na Gelato & Grano! Um dos melhores sorvetes da vidaaaa!!! Tem um barzinho, na esquina da pracinha – não lembro o nome – que sempre tem boa música ao vivo.

Dia 17/12 deixamos a Vila de Jericoacoara rumo às lagoas de Jijoca. No caminho, visitamos a Pedra Furada e a Árvore da Preguiça.

Devido à seca, as duas lagoas estavam baixas. Nem chegamos a parar na Lagoa Azul, que estava mirradinha para banho. Passamos por ela e seguimos para a Lagoa do Paraíso, onde almoçamos e passamos a tarde! Depois, seguimos para Natal – RN.

Água transparente, morna e relaxante! Ora verdinha, ora azulada… mas aquele tom “caribe” que vemos nas fotos do Google somente em época de cheia, mesmo!

.

  .

Jijoca de Jericoacoara é linda, mas é um turismo caro… a começar pelo transfer de acesso. Não há muitas opções de lazer para as crianças (pra falar a verdade, não me recordo de nenhuma) e a areia cansa (a vila não é asfaltada, todas as ruas são de areia).

Creio que as tardes nubladas e o período de seca também ofuscaram nossa estadia, pois não desfrutamos do famoso por do sol e não encontramos as lagoas do jeito que vimos na internet, rs.

Apesar desses pequenos pesares, amei Jeri e tudo o que vi ali! Amei a vibe, a comida dos restaurantes por onde passamos e o banho de mar!!! Recomendo! Inclusive, quero voltar com mais tempo… e ficar num desses hotéis aqui ou nesse topíssimo aqui!

.

Quem aí ja foi pra Jeri? Comente sua experiência… dicas são sempre bem vindas!!!

.

Beijão da Katy!

Katy Madame Amélia