Olá, Mamães e Papais!!!

O post de hoje é muuuuito sério. Diz respeito à saúde de nossas crianças, que quando pequenas achamos a coisinha mais linda por terem muitas dobrinhas, bochechas gordinhas e quilinhos a mais… muitos adultos acreditam que quanto mais fofo, mais saudável é o bebê. No entanto, a maioria dos bebês obesos tornam-se crianças e adultos com sérios problemas de saúde causados pela obesidade, que perdura por toda – ou boa parte – de suas vidas!

Visando conscientizar adultos e crianças, a Amil  iniciou uma nova fase do seu movimento Obesidade Infantil NÃO, que, desde 2014, tem alertado milhares de brasileiros sobre a doença que atinge 1 em cada 3 crianças no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde: a obesidade!!!  Com o slogan “Eu Digo Não”, a campanha deste ano visa alertar os pais para uma tarefa nada fácil na arte de educar: impor limites aos pequenos quando querem comer ou beber algo que foi proibido, limitado ou negado.

No vídeo mais recente, lançado no último dia 15, os pequenos foram convocados a soltar a voz e a mostrar seus poderes de dizer “NÃO”, transformando biscoitos, frituras, hambúrgueres e doces em alimentos saudáveis. O jingle reforça o “superpoder” que elas têm em optar por comidas mais saudáveis! “Toda criança tem um superpoder. Não é nas historinhas, é na vida real: é o poder de proteger a saúde; é dizer não pra comida que faz mal”, diz um trecho cantado pelos mini-heróis.

Chame seus filhos para assistir o vídeo com você:

.

.

E para sensibilizar os pais, foram produzidos para as redes sociais, um mini documentário com personagens e histórias reais. No vídeo, crianças são gravadas contando suas mais criativas e ousadas artimanhas para convencer os adultos a deixá-las comer o que desejam. Em seguida, os pais assistem à gravação e, comovidos, revelam para as câmeras situações que acontecem em casa e a dificuldade para impor limite àqueles que mais amam. Sugiro que assistam longe da criançada…

.

.

Trata-se de uma causa séria, pois a cada década que passa a população brasileira fica mais obesa… e só quem vive esse drama sabe dos problemas de saúde, as limitações e o preconceito que a obesidade coloca sobre seus ombros! Precisamos trabalhar a mente e os hábitos alimentares de nossos filhos, desde pequenos, para que não se tornem pessoas obesas para o resto ou boa parte de suas vidas!!!

Para saber mais, acesse: www.obesidadeinfantilnao.com.br .

.

Compartilhem esse post… quanto mais gente se conscientizar, mais saudáveis serão a atual e a próxima geração!

Com amor, Fabi!

MATERNIDADE - FILHOS - FABIANA FURLAN - @MAESDEPOISDOS30 - BLOG MADAME AMÉLIA